quarta-feira, 4 de março de 2015

Prefeita de Areia Branca retoma plano de contingência para evitar transtornos ocasionados pelas chuvas

AGUA 0k

Desde o início da gestão Luana Bruno acompanha de perto as ações visando amenizar os efeitos das chuvas  

Instituído no primeiro ano da gestão da prefeita Luana Bruno (PMDB), o plano de contingência envolvendo as secretarias municipais foi novamente colocado em prática esta semana, com o objetivo de evitar os transtornos ocasionados pelas chuvas que têm caído com certa intensidade nos últimos dias, no município.

A pela prefeita Luana Bruno tem pedido atenção redobrada dos secretários e gerentes com relação aos pontos considerados críticos na zona urbana, devido ao acúmulo das águas das chuvas.

Nesses locais, foram intensificadas as ações preventivas que consistem em abertura de canais, desobstrução de galerias e limpeza de bueiros que ocasionam escoamento da água estagnada nas vias públicas.

Tendo à frente a Secretaria de Serviços Públicos, a estratégia de trabalho definida pela prefeita Luana Bruno visa promover o escoamento das águas estagnadas em vários pontos da zona urbana, em decorrência das fortes chuvas caídas nos últimos dias.

As ações são extensivas às comunidades rurais, de acordo com a necessidade e o grau de comprometimento da segurança dos moradores.

Parque eólico construído pela Voltalia em Areia Branca começou a gerar energia com plena capacidade

VOLTALIA 2 0K

Parque eólico da Voltalia, instalado próximo a Ponta do Mel  

O parque eólico construído em Areia Branca, na Costa Branca potiguar, começou a gerar energia eólica com plena capacidade. São 30 aerogeradores com uma potência unitária de 3.0MW, totalizando 90MW e gerando aproximadamente 400.000 MWh por ano, o suficiente para atender mais de 183 mil famílias.

O parque foi construído pela Voltalia Energia do Brasil, empresa produtora de energia elétrica a partir de fontes renováveis. O primeiro dos três parques do Complexo de Areia Branca foi inaugurado em 24 de outubro de 2014 e está ligado ao sistema nacional de energia, por meio de uma linha de transmissão própria de 52 km, que se conecta a Subestação Mossoró. “O parque Eólico de Areia Branca produzirá muito mais que o necessário para atender a demanda de energia da cidade”, afirma Robert Klein, diretor geral da Voltalia Energia do Brasil.

A empresa também está desenvolvendo e construindo novos parques próximos ao município de Areia Branca. No início de 2016, a Voltalia entrará em operação com mais um complexo eólico no município vizinho Serra do Mel, que junto aos parques de Areia Branca irá gerar 183 MW.

O complexo eólico de São Miguel do Gostoso, também no Rio Grande do Norte, está em fase final de construção, com 108 MW - a previsão é que entre em operação no segundo trimestre deste ano. A empresa e seus contratados cuidarão da manutenção e do parque eólico no seu conjunto (aerogeradores, estradas de acesso, linhas de transmissão, entre outros).

Desenvolvimento

VOLTALIA 3 0K

Instalação da empresa no município aumentou as oportunidades de emprego

“Até agora, a Voltalia já venceu leilões eólicos com mais de 400 MW no Rio Grande do Norte, dentro dos quais 300 MW entrarão em operação entre 2015 e o início de 2016. Outros 100 MW serão entregues até 2018” informou Robert.

Destaca-se o aumento de oportunidades de emprego, melhoria na infraestrutura derivada da construção e operação, projetos socioambientais e diversificação das atividades econômicas regionais, com a geração de vagas qualificadas.

Há também pagamento referente aos arrendamentos de terras, que é feito diretamente aos proprietários das áreas, representando geração e injeção de renda por, no mínimo, 20 anos. Outros benefícios alcançados graças ao desenvolvimento da produção de energia eólica são a regularização fundiária e as averbações das reservas legais, conforme determina o Código Florestal Brasileiro.

Fotos: Do Blog

terça-feira, 3 de março de 2015

Aldo Dantas pedirá o apoio ao deputado Souza para colocar poço do Santa Amália em funcionamento

006 aldo

Deputado Souza reforçará pleitos de Aldo Dantas em benefício do município (Foto: Jailton Rodrigues) 

Durante a sessão ordinária desta terça-feira, 3, na Câmara Municipal de Areia Branca, o vereador Aldo Dantas (PMDB) reformulou alguns pleitos que já havia requerido na Casa, anteriormente, bem como apresentou novas solicitações de benefícios para os diversos setores da cidade e do perímetro rural.

Fazendo uso da palavra, Aldo Dantas retomou um assunto importante, que diz respeito à melhoria do abastecimento de água no município. Segundo o edil, não dá para explicar porque algumas comunidades rurais ainda enfrentam problemas de escassez de água, quando Areia Branca possui um poço tubular pronto para operar, com água de boa qualidade e com vazão superior a do atual poço que abastece a zona urbana.

O vereador Aldo Dantas se referiu ao poço 2 da Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) localizado no conjunto residencial Santa Amália, na praia de Upanema, que tem vazão de 250 mil litros de água por hora. O dobro do poço que atualmente é utilizado para o abastecimento da cidade.

O vereador lembra que em setembro do ano passado a então governadora Rosalba Ciarlini (sem partido) visitou o poço e prometeu que iria licitar a construção de uma adutora que levaria a água até o reservatório elevado da cidade. “Tudo não passou de promessa. Na verdade, a governadora veio em busca de capitalizar votos para seu parente candidato, nunca para defender os interesses dos areia-branquenses”, disparou Aldo Dantas.

Ele disse em plenário, que vai buscar o apoio do deputado estadual Souza Neto (PHS) para reforçar a sua luta para colocar o poço do Santa Amália para funcionar. “Tive o prazer de receber o deputado Souza em minha residência e fiquei bastante satisfeito com sua garra, sua vontade de trabalhar pelos municípios do nosso Estado. Souza é deputado por Areia Branca, essa é a hora de darmos as mãos, unir forças e defendermos melhorias para o nosso município”, conclamou o legislador peemedebista.

Poço da Caern fot Ivanizio Ramos2_thumb[1]

Poço do Santa Amália está pronto desde o início de 2014 (Foto: Ivanizio Ramos) 

Ainda na conversa com o deputado Souza, o vereador Aldo Dantas pediu o empenho do parlamentar junto ao Governo do Estado para a instalação de uma Central do Cidadão em Areia Branca. “Esse é um pleito que defendemos faz algum tempo. Acreditamos que com o apoio dos nossos colegas vereadores e com a força política do nosso deputado, é possível torná-lo realidade”, afirmou.

Concluindo, Aldo Dantas parabenizou o deputado Souza pela iniciativa de se unir a alguns empresários da cidade e à Câmara Municipal para realizar o “arrastão” da terça-feira de Carnaval. “Ficou provado que o Carnaval é uma coisa boa para Areia Branca, tem que acontecer”, finalizou.

Sandro Góis lança cartilha informativa sobre seu programa de gestão democrática e participativa

CARTILHA 2

Sandro Góis apresenta a cartilha que foi a novidade na sessão de hoje

De volta ao plenário da Câmara Municipal de Areia Branca, depois de dois anos como presidente da Mesa Diretora da Casa, o vereador Sandro Góis (PV) inovou na primeira sessão ordinária do período, realizada nesta terça-feira, 3, com a distribuição de uma cartilha informativa entre os pares e o público presente na edilidade.

Na edição inaugural da publicação intitulada “Apresentação da Gestão Democrática e Participativa”, o vereador Sandro Góis faz um resumo da sua trajetória como cidadão e como político, dando ênfase ao fato de ter assumido interinamente o cargo de prefeito do município, que mesmo por poucos dias, lhe rendeu valiosas experiências.

Segundo o ex-presidente do Legislativo municipal, a cartilha será um canal de informações mais direto do seu mandato com a comunidade, de forma que os areia-branquenses possam acompanhar, avaliar e opinar sobre o seu desempenho parlamentar.

É também, segundo Sandro Góis, uma maneira de se aproximar mais do povo e vice-versa, com o intuito de construir um mandato democrático e participativo.

CARTILHA

Público presente na Casa aprovou o conteúdo da publicação

No exercício do segundo mandato, Sandro Góis segue o curso natural dos que militam na política e projeta voos mais altos no cenário local. Para isso, o edil vem popularizando seu nome junto aos diversos segmentos, por meio das redes sociais, hoje a maneira mais rápida e objetiva de se comunicar com o mundo.

Fotos: Erivan Silva

Vice-presidente da Câmara visita a Secretaria de Serviços Públicos e faz reivindicações

0 essa

Gerente de Obras Albeci e a secretária Juliana Rebouças receberam o vereador Dijalma (Foto: Erivan Silva)

Na manhã de ontem, 2, a secretária municipal de Serviços Públicos, Juliana Rebouças, recebeu a visita do vice-presidente da Câmara Municipal de Areia Branca, vereador Dijalma da Silva Souza (PMDB). O gerente de Obras do município, Albeci da Silva, participou da conversa.

Na oportunidade, o vereador Dijalma Silva apresentou pleitos, entre os quais algumas reivindicações de sua autoria que já tramitaram na Câmara Municipal em forma de requerimento.

Dijalma reivindicou benefícios para os conjuntos habitacionais IPE e Salinópolis e o bairro Nossa Senhora dos Navegantes e adjacentes.

Em sua maioria, os pleitos reivindicados são relacionados aos problemas causados pelas chuvas dos últimos dias, que apesar de não terem sido tão intensas, serviu de alerta para o legislador, que levou sua preocupação ao governo municipal, por meio da Secretaria de Serviços Públicos.

A secretária Juliana Rebouças ouviu atentamente a exposição feita pelo vereador Dijalma e agradeceu pela visita ao órgão, levando sua preocupação com questões que dizem respeito ao bem estar da coletividade.

A secretária disse ainda, que alguns dos pleitos apresentados pelo edil, já estão sendo providenciados pela sua secretaria, como a desobstrução de áreas que apresentam empossamento da água das chuvas, como é o caso do acesso ao conjunto IPE. “A prefeitura também está providenciando serviços de reparos e melhorias nas estruturas da quadra de esportes do Salinópolis”, informou Juliana Rebouças.

Pescadores mobilizam protesto nacional em Brasília pedindo derrubada da MP 665/2014

3982 abraão

Abraão Lincoln em audiência com ministro da Pesca (Foto: Divulgação)

Os pescadores e aquicultores de todo o Brasil realizarão, nos próximos dias 10 e 11 de março, no Congresso Nacional, em Brasília, mobilização nacional contra a Medida Provisória 665/2014, que restringe direitos dos trabalhadores e atinge diretamente a categoria de pesca. Sob a liderança da Confederação Nacional dos Pescadores e Aquicultores (CNPA) e com apoio das Federações e Colônias de Pescadores estaduais, milhares de trabalhadores da pesca devem “invadir” o Congresso para tentar sensibilizar os parlamentares do que consideram retrocesso nos seus direitos e exigir a derrubada da MP.

De acordo com o presidente da CNPA, Abraão Lincoln, que organiza o movimento nacional, da forma como está, a MP fere direitos históricos dos trabalhadores da pesca e inviabiliza a atividade gerando retrocesso quando às conquistas da profissão. O principal prejuízo está vinculado à concessão do seguro defeso — período em que pescadores ficam proibidos de trabalhar e, por isso, têm direito a auxílio, correspondente a um salário mínimo, pago no período da pesca proibida. Pelas exigências acrescentadas, como comprovante da venda de pescado e contribuição mensal previdenciária, mais de 80% da categoria que faz juz ao benefício será colocada à margem do processo.

Outras mudanças na lei prejudiciais aos trabalhadores, segundo a CNPA, é a proibição de pagamento do seguro defeso para quem já goza de algum benefício social do Governo Federal e a ampliação da exigência de comprovação de atividade pesqueira, de um para três anos, para ter direito ao seguro. Os pescadores também não aprovam a exigência para pagamento mensal de previdência e a substituição dos postos de atendimento do Ministério do Trabalho pelas agências do INSS. Segundo eles, tais agências não têm competência nem estrutura para atender toda a demanda apresentada pelo setor.

Hoje Abraão Lincoln esteve com o ministro da Pesca, Hélder Barbalho, a quem manifestou suas preocupações e reivindicações. O ministro da Pesca se comprometeu em levar o pleito dos pescadores para a Casa Civil, com objetivo de tentar estabelecer um diálogo e evitar o desgaste de uma mobilização nacional no Congresso contra uma medida do Governo Federal. “Não vamos recuar. Não vamos permitir que cassem nossos direitos, adquiridos e reconhecidos ao longo de muito trabalho, suor e lágrimas”, disse Abraão.

Prefeitura de Mossoró oferta de forma gratuita curso de formação obrigatória para taxistas

0

Maribel Oliveira ministra o curso para os profissionais do volante (Foto: Raul Pereira)

A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) iniciou nesta semana o 5º Curso de Capacitação dos Taxistas. A formação é obrigatória para que os taxistas continuem exercendo a profissão e os profissionais que não se capacitarem serão colocados na lista dos taxistas irregulares. Apesar de ser pago em diversas cidades, em Mossoró o curso é ofertado de forma gratuita.

As aulas já foram iniciadas e estão acontecendo no auditório da Biblioteca Municipal Ney Pontes. O curso acontece em dois horários, pela manhã das 8h às 12h e pela tarde das 13h às 17h.  O Conselho Nacional de Trânsito (Contran)  recomenda que o curso tenha no mínimo 28 horas de duração e tenha as disciplinas básicas tais como: Relações Humanas, Direção Defensiva, Primeiros Socorros e Mecânica Básica. 

As aulas desse quinto curso serão divididas em dois períodos, a primeira turma de 2 a 10 e a segunda turma de 23 a 31 deste mês. “É importante que os taxistas participem do curso, pois ele é obrigatório para o desempenho da função. Essa norma não é imposta pela Semob, mas sim pelo Contran e vale para todo país. Os taxistas devem ficar atentos para a próxima turma”, avisa Maribel Oliveira, diretora do Departamento de Educação para o Trânsito.

Curso de capacitação 

As aulas de Relações Humanas acontecem nos três primeiros dias do curso e terão 12 horas de duração. Dentro desse módulo, é estudada a imagem do taxista na sociedade; condições físicas e emocionais; segurança no transporte dos usuários em geral; comportamento solidário no trânsito; atendimento às gestantes, às pessoas idosas, pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida e as normas do órgão autorizado. 

Já as aulas de direção defensiva terão 8 horas de duração. Os conteúdos do módulo serão: Conceito de direção defensiva; risco e perigos no trânsito; embarque e desembarque de passageiros; ver e ser visto e como evitar acidentes. O módulo de primeiros socorros é o menor do curso com apenas 2 horas de aula e os conteúdos são sinalização do local, acionamento de recursos, verificação das condições gerais da vítima e cuidados com a vítima.

O curso de capacitação será finalizado com o módulo mecânica básica, que tem 4 horas de duração, os conteúdos são: o funcionamento do motor; sistemas elétricos e eletrônicos do veículo; suspensão, freios, pneus, alinhamento e balanceamento do veículo; instrumento de indicação e advertência eletrônica e a manutenção preventiva do veículo. Os instrutores do curso são os próprios funcionários da Semob. 

.

.

.

.

.

.
Todos os direitos - Costa Branca News - Jornalista Luciano Oliveira. Tecnologia do Blogger.

.

.

.

.

Pesquisar Notícias

Carregando...

Notícias por Tema

Quem sou eu

Jornalista do jornal O Mossoroense, redator do noticiário matinal “Costa Branca em Notícias”, da Rádio Costa Branca – FM 104,3 de Areia Branca (RN), onde aos domingos apresenta o programa de variedades “Domingão da 104”

Total de visualizações